5 mitos de SEO que você deve evitar a todo custo em 2020




Mitos de SEO que você deve evitar a todo custo

Mais links (BackLinks) são melhores que mais conteúdo

No início dos buscadores por volta de 2002~2008, construir o maior número possível de links sem analisar o domínio onde estes links estão era como o SEO normalmente funcionava. Ao fazer isso, seu site obteria uma classificação mais alta. A construção de links ainda é uma parte muito importante dos fatores de classificação. E ela está entre os cinco principais fatores de classificação mais importantes. Mas a forma que você deve criar links hoje é muito diferente.
Hoje em dia, é importante focar na qualidade dos links que você está obtendo, e não na quantidade. Nesse mercado, menos pode ser mais se você souber como criar links de qualidade.

Foque na qualidade dos links
Algumas  empresas podem recorrer a um profissional para fazer a construção de links, mas se atente, a maior parte concentra-se na quantidade de links e não na sua qualidade. E acontece que — ter muitos links não é mais um jogo em que o número mais alto ganha. Longe disso, na verdade. Você deve se concentrar em ter fontes relevantes e diversas que apontam para páginas relevantes (blogs do setor, páginas de notícias, portais imobiliários, etc).

Agora o outro lado da moeda, quando você investe em conteúdo, esse conteúdo pode ser usado para páginas, postagens de blog,  — ou seja, todos os tipos de conteúdo que trarão mais links ao longo do tempo.

SEO é apenas sobre melhorar posições no Google

Existe sim uma forte relação entre o posicionamento nos resultados de pesquisa e as taxas de cliques, mas é outro mito que costumava ser verdade absoluta, porém hoje já não é mais assim.
Posicionamento não garante sucesso — agora ter posicionamento e informações bem detalhadas, com imagens de alta qualidade, descrições focadas no seu público e materiais exclusivos. Essa combinação sim da força para seu site e permite que você possa competir. Imagine o seguinte, mesmo que você possa classificar-se muito bem, estar nos primeiros resultados, obtendo grande volume de tráfego e ainda assim não gerar um negócio sequer.

Palavras chave que eu definir vão ajudar no posicionamento do seu site


Palavras chave que você definir NÃO vão ajudar no posicionamento do seu site
Vamos ser diretos — Palavras chave definidas pelo próprio site são inúteis!
E isto não é algo recente, mais de 10 anos atrás, em setembro de 2009, o Google anunciou oficialmente: “O Google não usa a metatag de palavras chave no posicionamento”.

Bom agora que você já sabe vamos ser específicos.

Este elemento que citamos, a “metatag”, é invisível para seus visitantes, mas visível para os mecanismos de pesquisa. No caso especifico da “metatag Keyword (palavra chave)”, ela era funcional no início da internet (1995~1999) para serem usadas como fator de classificação pelos mecanismos de pesquisa.
Então como o Google vai saber do que se trata meu site? simples, ele já sabe analisando o conteúdo da sua página. Quer saber mais como ele faz isso, dê uma olhada nessa matéria.
É importante observar que a meta palavra chave não tem haver com a estratégia de palavras chave, esta última por sua vez é a ocorrência natural de palavras no conteúdo do seu site.

Preencher meu site com palavras chave vai melhorar seu posicionamento

Este é outro mito que precisa ser combatido, o abuso de palavras-chave (Keyword Stuffing). Muitos sites ainda acham que é uma boa ideia ter palavras chave de correspondência idêntica espalhadas. Só existe uma ressalva é saudável – e necessário – ter suas palavras-chave em áreas críticas da sua página, como título, meta-descrições, H1s e H2s.
Entretanto, repetir a mesma palavra-chave por toda uma página fará com que você seja penalizado. Então, não faça isso.

As palavras chave precisam ser uma correspondência exata

Mais uma vez no passado, quando você buscava uma palavra chave exata, por exemplo [Escritório de Advocacia] ou [Advogado] diferentes resultados de diferentes sites iriam aparecer. Em nosso exemplo você deve ter percebido que a intenção é a mesma, a pessoa está em busca de um Profissional de Advocacia. E isto é bastante obvio para nós humanos, já para computadores essa tarefa é bem difícil.
Até que em 2018, o Google fez alterações importantes na forma que os resultados de palavras-chave exatas são exibidos. Agora eles correspondem ao que o Google considera ter o mesmo significado, independentemente das palavras que estão sendo usadas.

Chegamos ao final da matéria e esperamos que as estratégias sirvam de base para melhorar seu posicionamento, seu conteúdo e mais importante, gerar negócios!
Agora é hora de agir!
Compartilhe nos comentários quais estratégias ou ferramentas você já usou e como foram os resultados. Se não usou conte para nós quais você vai aplicar primeiro!

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário